the like button " />

Corra como os índios Tarahumaras

tarahumaras

   Os Tarahumaras são semi-nômades e habitam em cavernas e fendas naturais uma parte do ano. Eles fazem parte da linhagem índigena asteca Uto e estão estreitamente relacionados com os Apaches do sudoeste dos Estados Unidos. Existem cerca de 70.000 índios que vivem na Serra Madre Ocidental no Noroeste do México, em pequenos grupos isolados no Canyon do Cobre. A área onde vivem é extremamente difícil, uma cadeia de cinco desfiladeiros profundos, rodeado por altas montanhas com quase 2.000 m de altura.

Em suas atividades normais diárias correm em média 26 km por dia. Para esses índios, correr é mais do que esporte, a corrida é literalmente a vida. Os tarahumaras se destacam não pela velocidade, mas sim, pela resistência. Costumam correr descalços ou com uma sandália feito de forma artesanal, com um solado de borracha de pneu velho. Estudos médicos chegaram à conclusão que a resistência dos Tarahumaras está  baseada mais no condicionamento do que na hereditariedade. Para capturar animais silvestres como veados, perus selvagens e coelhos, usam a tática de perseguir os animais até que estes caiam de cansaço.

tarahumaras1 Estes índios são muitos distintos socialmente. Seu modo de vida mudou muito pouco nos últimos seis séculos, eles não valorizam o dinheiro ou coisas materiais. São tímidos, sensíveis e vivem isolados mesmo dentro da própria casa. Só falam quando absolutamente necessário. Quando enfrentam um conflito, reagem passivamente. Esta prática é considerada uma das razões para sua sobrevivência, mas cada vez mais recuam na Barranca del Cobre em condições ainda mais adversas.

Alguns estudos destacam a importância de sua alimentação, baseada no milho, e chama a atenção o hábito de ingerirem uma bebida chamada de tesguino, uma cerveja à base de milho. O TESGUINADO é o  evento social mais importante desta cultura, além das competições que envolvem corridas. Nestas ocasiões bebem grandes quantidades de tesguino até ficarem intoxicados. 90% das infrações sociais como adultério, brigas e até homicídios ocorrem no tesguinado. Ninguém é punido por qualquer infração pois a culpa recai sobre a bebida ingerida.

Desde de 1992 os Tarahumaras têm sido levados para participar de competições públicas. Têm dificuldade com a hidratação e alimentação nas ultramaratonas pois culturalmente, ficam aguardando que sejam oferecidas, não tomando a iniciativa. Mesmo com todas dificuldades e principalmente o risco da exploração comercial de alguns empresários inescrupulosos, várias ultramaratonas nos Estados Unidos, foram vencidas por representantes Tarahumaras.

Uma das razões pelas quais os tarahumaras conseguem percorrer tantos quilômetros é porque eles não poupam os pés. Ao correrem descalços eles têm mais consciência sobre o terrenos onde pisam devido aos receptores localizados nas plantas dos pés que, ao serem estimulados, passam informações ao sistema nervoso central e periférico. Com isso o corpo reage melhorando o equilíbrio e adaptando sua posição no espaço.

A alimentação também é um fator de suma importância para a resistência dos tarahumaras : eles comem feijão, abóbora, milho moído (que fornecem carboidratos de alto índice glicêmico, ou seja, fornecem energia imediata), pimenta chilli e verduras . Além do tesguino (cerveja de milho), eles consomem uma mistura batida de sementes de chia(ricas em ômega3, proteína, fibra e antioxidantes), dissolvidas em água com um pouco de acúcar e limão.

 

Use QR-Code to get this permaking using your Smartphone. QR Code for Corra como os índios Tarahumaras

Deixe o seu comentário